Projeto: Educação em Anemia Falciforme – Mais um curso de Multiplicadores da AAFESP supera as expectativas dos alunos

Por Elaine Paiva

     A Associação de Anemia Falciforme do Estado de São Paulo apresentou nos dias 31 de janeiro e 01 de fevereiro, o XXVII Curso Intensivo Para Profissionais de Saúde e Movimento Social Negro. O curso que reuniu 20 alunos, entre pessoas com anemia falciforme, familiares, movimentos sociais e profissionais de saúde, visa contribuir para a redução da morbidade e mortalidade por Anemia Falciforme.
     Durante o curso, que tem 20 horas de duração, os alunos têm acesso a um sistema de educação diferenciado e interativo onde aprendem a reconhecer os sinais e sintomas da Anemia Falciforme e principais complicações clínicas, além de identificar os fatores sociais, psicológicos e étnicos que interferem na vida do doente e seus familiares.
     As aulas são ministradas pela Profª e Mestre em Educação Berenice Kikuchi, que é Enfermeira de Saúde Pública e Pesquisadora em Anemia Falciforme.

Depoimentos

"É muito bom, pois assim posso adquirir conhecimentos e passar para outras pessoas". (Sandra Maria)

"É um aprendizado para saber como agir nas reações adversas da doença e como tratá-la. (Laize Dias)

"Foi importante para eu me informar para poder pedir ajuda médica e orientação para o meu filho que é traço falciforme, mas apresenta sintomas da doença". (Patrícia Soares).

"O curso me ensinou a lidar e ter conhecimento sobre a doença". (Maria Cristina Santos)

"Me auxiliou para relembrar o que eu já sabia sobre anemia falciforme e a história dos negros. Me deu forças para continuar a lutar". (Marinalva Silva Brito)

"O curso é importante como conhecimento sobre a doença e sobre a pessoa". (Luiz Carlos Cardoso)

"O curso me ensinou tudo o que eu não sabia. Foi uma abordagem completa". (Cintia Brito)

"O curso foi muito gratificante. Gostei muito das brincadeiras e da colaboração de todos". (Ana Cristina Campos)

"O curso me tornou uma pessoa melhor em todas as áreas que atuo (profissional militância)". (Lenir Maria Soares)

"Eu soube muito mais coisas sobre a minha doença e meus amigos vão começar a me respeitar". (Kauê Alexandre Braga)

"Por enquanto, me acrescentou conhecimento, mas espero poder um dia ser uma enfermeira que saiba identificar e evitar tanto sofrimento aos doentes com anemia falciforme". (Regiane de Silveira Santos)

"Agora tenho uma nova visão da situação" (Maria Aparecida Souza)

"O curso foi muito importante em razão de eu ser mãe de um filho com anemia falciforme. Aprendi muita coisa. Várias informações que até então eram desconhecidas para mim". (Teresa Dias Barbosa)

CONTATO

Rua Margarida de Lima , 18
Tatuapé - São Paulo - SP
Fone : 11 2225-3994
Horário- 9 às 17h

Rua Boacica, 422
Cidade Patriarca - São Paulo - SP
Fone: 11 2225-3994
Horário- 9 às 17h